terça-feira, 8 de maio de 2012

Um prefeito na contramão, por Zé Reis*

 Cristine Rochol/PMPA
 Foto: Cristine Rochol/PMPA




Estamos em período pré-eleitoral e as alianças, composições e acordos políticos estão em andamento e ocupam boa parte da mídia.  Mas, não são só conversas que estamos presenciando. Existem fatos e factoides ocorrendo e promessa, muitas promessas.
O atual Prefeito Fortunati, por exemplo, está se aproveitando para tentar mostrar competência e obras, aproveitando-se do fato de ser o atual gestor municipal.
Entretanto, sua ânsia em anunciar e inaugurar obras parece estar em ritmo mais acelerado do que as condições permitem.
Vejamos três fatos recentes:
1.       Na quarta-feira de cinzas, anunciou que o município entregaria o complexo cultural do Porto Seco até o próximo Carnaval. Bem, já passaram quase três meses e nenhuma contratação para tanto foi feita.
2.       A mais ou menos um mês, o alcaide anunciou que o município destinaria recursos financeiros para começar as obras do metrô, sendo que esta é uma obra que está sendo negociada com o Governo Federal e Governo do Estado, e ainda não há previsão de assinatura de convênio ou financiamento. Além disso, para se iniciar qualquer obra precisa fazer uma licitação e até agora não se tem anuncio de nenhum edital para tanto. Logo, estivemos frente a mais um factoide.
3.        Hoje, 07/05, vivemos um fato digno do prefeito de Sucupira, Odorico Paraguaçu, pois o prefeito inaugurou a vigésima segunda parte de uma ciclo faixa, que se anuncia terá 9,4 km. Isto mesmo, o prefeito inaugurou 416 metros da prometida obra. Um trecho que leva do nada a lugar nenhum e que talvez, não por mera coincidência, fica na quadra em frente ao grupo RBS. Ocorre que para construir este trecho foram necessários nove meses, aproximadamente, a ser mantido este ritmo a obra completa será entregue daqui a 17 anos. Aliás, morosidade igual a tantos outros projetos atrasados da prefeitura.
Poderia continuar elencando mais outros fatos, mas, acredito que estes 3 são suficientemente significativos do desrespeito da atual gestão com os cidadãos e cidadãs porto-alegrenses. Por si, demonstram como o atual prefeito está na contramão do respeito que um administrador deveria ter com sua cidade. Aliás, talvez não tenha sido por acaso, que o mesmo inaugurou a vigésima segunda parte da ciclo faixa andando na contramão, como atestam as fotos de divulgação do evento. Fortunati é um prefeito na contramão do que Porto Alegre precisa de um gestor, verdadeiramente, comprometido com seu desenvolvimento sustentável e com novas conquistas.

*Secretário-Geral do PT de Porto Alegre e Cientista Político.

Nenhum comentário:

Postar um comentário